Doenças e Agravos Não Transmissíveis

A Vigilância de Doenças e Agravos Não Transmissíveis é responsável por realizar a vigilância das Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNT) e dos agravos não transmissíveis (Acidentes e Violências) e de seus fatores determinantes, bem como fomentar a articulação inter e intrasetorial, por meio de gestão e participação em Comitês e Colegiados técnicos,  visando à qualificação das informações referentes às  DCNTs e causas externas e o fortalecimento das ações de atenção às vítimas de violência e acidentes de transporte.

A estratégia para a realização da vigilância das doenças crônicas não transmissíveis e dos agravos não transmissíveis no estado de Minas Gerais é descentralizar essa ação por meio de apoio técnico às Unidades Regionais de Saúde (URS) e municípios.

Atualmente, a Coordenação de Vigilância de Doenças e Agravos Não Transmissíveis é dividida em três núcleos que possui como principais ações:

  1. Núcleo de Vigilância das Doenças Crônicas Não Transmissíveis – DCNT:

Responsável pela análise epidemiológica dos sistemas de informação para verificação da morbimortalidade por DCNT e articulação com a Atenção Primária, Atenção Especializada, Promoção à Saúde, visando garantir ações efetivas de prevenção aos fatores de risco (obesidade, hipertensão, inatividade física, entre outros) e o tratamento das doenças crônicas. Uma estratégia para organização das ações estaduais é a  elaboração do Plano de Enfrentamento das Doenças Crônicas Não Transmissíveis.

  1. Núcleo de Vigilância dos Acidentes de Transporte Terrestres:

Responsável pela gestão do Programa Vida no Trânsito Estadual, visando a discussão intra e intersetorial para redução da morbimortalidade dos Acidentes de Transporte Terrestre (ATT). Como estratégias são realizadas as análises dos bancos de dados dos sistemas de informação à saúde para verificação do cenário epidemiológico das vítimas dos ATT, a realização de campanhas de mobilização social para as datas representativas da prevenção aos acidentes, como o Maio Amarelo, Semana Nacional do Trânsito e Dia Mundial em Memória das Vítimas de Acidentes de Trânsito.

  1. Núcleo de Vigilância das Violências:

Responsável pela gestão dos dados de notificação de Violência Interpessoal e Autoprovocadas no SINAN e disseminação das informações sobre violência, por meio da análise dos bancos de dados dos sistemas de informação em saúde,  no estado de Minas Gerais. Possui como estratégia a articulação intra e intersetorial para realização de ações de vigilância, prevenção e assistência às vítimas, por meio de participação e gestão de espaços colegiados de discussão técnicas das ações voltadas para a promoção da Cultura da Paz.

Realiza a descentralização das ações de vigilância de violência e promoção da Cultura da Paz por meio das Referências Técnicas das URS e municipais, garantindo a efetivação e continuidade das ações.

 

Vigilância das DCNTVigilância dos Acidentes de Transporte TerrestresVigilância das Violências
Boletim Epidemiológicos
Indicadores
Manuais
Boletim Epidemiológicos
Legislação
Manuais
Boletim Epidemiológicos
Ficha de Notificação/Investigação e Instrutivo de Preenchimento
Indicadores

Sala de Situação Municipal

Legislação
Manuais