SINASC – 1º Alerta de bloqueio de recursos do Bloco de Vigilância em Saúde a partir de setembro de 2017

AVALIAÇÃO MAIO DE 2017:

Conforme monitoramento da regularidade na alimentação do Sistema de Informações sobre Nascido Vivo (SINAN) realizado pelo Ministério da Saúde em 04 de MAIO de 2017, com dados atualizados até 30 de ABRIL de 2017, os municípios abaixo relacionados encontram-se provisoriamente irregulares, com alerta de bloqueio no repasse de recursos do Piso Fixo de Vigilância em Saúde (PFVS) e Piso Variável de Vigilância em Saúde (PVVS) a partir de SETEMBRO de 2017, por não estarem até essa data de avaliação em conformidade com os parâmetros definidos nas Portarias:  GM/MS nº 1.378/2013 (artigos 33,36 e 39) e a GM/MS nº 47/2016 (artigo 3º e 5º).

  • 310340 Araçuaí – bimestres dezembro/2016 a janeiro/2017 e janeiro a fevereiro/2017
  • 310900 Brumadinho – bimestre novembro a dezembro/2016 
  • 312430 Espinosa – bimestre dezembro/2016 a janeiro/2017
  • 313250 Itamarandiba – bimestres dezembro/2016 a janeiro/2017 e janeiro a fevereiro/2017
  • 316870 Timóteo – bimestre outubro a novembro/2016
  • 317080 Várzea da Palma – bimestre novembro a dezembro/2016
  • 317130 Viçosa – bimestres novembro a  dezembro/2016, dezembro/2016 a janeiro/2017 e janeiro a fevereiro/2017
  • 317200 Visconde do Rio Branco – bimestres dezembro/2016 a janeiro/2017 e janeiro a fevereiro/2017

OBSERVAÇÃO: Caso resolvam esta(s) irregularidade(s) até 31 de julho de 2017 e não acumulem novas irregularidades até lá, não serão bloqueados em setembro de 2017.

 

Fonte: CGIAE/Ministério da Saúde – Relatório de avaliação da alimentação regular do Sistema de Informações sobre Nascido Vivo (SINASC).